Amizade

Amizade
A amizade abafa as nossas tristezas e faz renascer as nossas alegrias

domingo, 15 de maio de 2011

"o menino de meias vermelhas"

Este sábado foi um dia de alegria e sorrisos, foi a festinha de anos da minha afilhada. No meio de fotos e mais fotos, fui apreciando a alegria das crianças, como são tão belas a sorrir, é contagiante a alegria e a euforia delas. No meio de gritos de alegria e prendas tive a certeza que elas são a nossa força do dia-a-dia. Mas nem todas as mães, se é que se pode chamar de mãe aquelas pessoas que tem a coragem de abandonar estes seres tão maravilhosos, pensam da mesma maneira. Sabe-se lá o porquê elas abandonam os seus rebentos tão preciosos, não julgo pois não sou ninguém para tal mas não compreendo. Este desabafo tem a ver com o pequeno poema que encontrei à saída do recinto onde nos encontrávamos todos, toda a alegria sentida era contornada por uma poeira de tristeza. Neste mundo existem muitos meninos de meias vermelhas, infelizmente. Vou partilhar esse poema, merece a nossa atenção, sem dúvida.

"Todos os dias, ele ia para o colégio com meias vermelhas.
Era um garoto triste, procurava estudar muito mas na hora do recreio ficava afastado dos colegas, como se estivesse procurando alguma coisa. Os outros guris zombavam dele, implicavam com as meias vermelhas que ele usava.
Um dia, perguntaram porque o menino das meias vermelhas só usava meias vermelhas.
Ele contou com simplicidade:
- "No ano passado, quando fiz aniversário, minha mãe me levou ao circo. Botou em mim essas meias vermelhas. Eu reclamei, comecei a chorar, disse que todo mundo ia zombar de mim por causa das meias vermelhas. Mas ela disse que se me perdesse, bastaria olhar para o chão e quando visse um menino de meias vermelhas saberia que o filho era dela".
Os garotos retrucaram:
- "Você não está num circo! Porque não tira essas meias vermelhas e joga fora?"
Mas o menino das meias vermelhas explicou:
- "É que a minha mãe abandonou a nossa casa e foi embora. Por isso eu continuo usando essas meias vermelhas. Quando ela passar por mim vai me encontrar e me levará com ela".

1 comentário:

  1. sem dúvida muito comovente!!
    quem é que tem a coragem de abandonar as crianças que não têm culpa de nada...
    bjs

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails